• Gramas, Esmeralda, São Carlos, Santo Agostinho e mais...
  • Grama para campos de futebol, golfe, jardins.
  • Grama para região de Coritiba, Londrina entre outras.

Gramados

 
Além de ser um dos itens de maior impacto visual no paisagismo, um gramado bem cuidado valoriza as áreas externas, ajuda a destacar a exuberância das plantas ornamentais e dá unidade aos diferentes elementos que compõem um jardim.

Mas selecionar a grama certa para cada situação não é tarefa fácil. Há diferentes tipos de grama à disposição no mercado e, embora todos elas possam prover excelentes tapetes verdes para jardinagem, a escolha deve ir além da análise dos efeitos estéticos.

É preciso levar em conta, por exemplo, características do local de implantação, como luminosidade, umidade e tipo de solo. Antes de definir qual grama plantar é fundamental considerar também a possibilidade de manutenção e o nível de pisoteio a que o gramado estará exposto.
No Brasil, entre as espécies mais aproveitadas no paisagismo destacam-se a Grama Esmeralda (Zoysia japonica)Grama São Carlos (Axonopus compressus) e Grama Santo Agostinho (Stenotaphrum secundatum).

Sem dúvida, a mais popular de todas, especialmente para aplicação em áreas residenciais, é a Grama Esmeralda. Esse tipo de grama vem sendo muito utilizado pelos paisagistas por causa de suas folhas mais estreitas, que conferem ao gramado uma aparência delicada. O preço mais baixo, em comparação a outras gramas, a resistência e facilidade de manutenção são outros motivos que explicam o sucesso dessa variedade. “Trata-se de uma grama relativamente resistente ao pisoteio que pode ser plantada inclusive em solos mais pobres”, afirma a paisagista Marisa Lima. A versatilidade é outra característica da grama esmeralda, que pode ser aproveitada em gramados esportivos, em jardins residenciais, em áreas públicas e, até mesmo, em taludes e encostas para o controle da erosão.

De forma geral, as gramas demandam muita luz e água para se desenvolverem. Mas há espécies que conseguem se adaptar bem a áreas sombreadas. Esse é o caso da Grama São Carlos, também conhecida como grama curitibana, grama tapete ou grama de folha larga. Essa grama tem como característica a tolerância à meia sombra e ao sol pleno. Outra virtude é o seu crescimento lento, o que acaba exigindo menos podas. A paisagista Ivani Kubo diz que as gramas são-carlos também são indicadas para jardins com presença de cães, que têm preferência por essa grama de folhas largas, lisas, sem pelos e de coloração verde intenso.